'Estou amordaçado', diz Dr. Delano na Câmara

Ricardo Welbert

Durante a reunião da Câmara de Divinópolis na tarde desta terça-feira, 21, o vereador Dr. Delano (PMDB) começou o pronunciamento de forma diferente. Usando uma mordaça preta sobre a boca, ele se disse "amordaçado", em uma referência ao vice-prefeito, Rinaldo Valério (PMDB), que fez uma denúncia contra ele ao Conselho Regional de Medicina (CRM) por desrespeito pessoal e profissional. 

Após passar cerca de um minuto calado por causa da mordaça, o vereador removeu a faixa e começou a dizer que ninguém irá amordaçá-lo.

— Estou aqui para te fiscalizar, vice-prefeito. Até 2020 você vai ter que me prestar conta de cada centavo que cai na conta da secreteria de Saúde. Você é de uma incopetência administrativa inquestionável. Agora, enquanto à sua função de médico, eu não sei nada. Você quer desviar o foco e isso gera mais uma pergunta: até semana passada você tinha que mostrar para nós onde o enfiou R$ 24 milhões e agora, com mais aprovações que fizemos, vai ter que nos mostrar onde pôs R$ 27,5 milhões. Vou fiscalizar cada centavo, porque onde tem fumaça, tem fogo — disse. 

O vereador afirmou que se sua fiscalização incomodou o vice-prefeito, agora irá incomodar ainda mais, porque ele não vai fugir da função para a qual foi eleito. 

— Ao me eleger, eu não fugi do povo e não me tranquei na avenida Paraná [referência à sede do Executivo]. Eu aumentei meu atendimento e meus compromissos com o povo que precisa. Eu votei no prefeito Galileu e no vice dele, Rinaldo Valério. Agora: sobre o médico Antônio Rinaldo Valério, eu não sei nada. Eu critico é o vice-prefeito — acrescentou.  

Em seus dois minutos finais de pronunciamento, Delano voltou a se referir às verbas aprovadas na Câmara para a UPA. Gritando, encerrou o protesto perguntando onde o secretário de Saúde, Rogério Barbieri, colocou tanto dinheiro. 

Comentários
×