‘Cidadão do Mundo’ movimenta Roberto Carneiro

 

 

Jorge Guimarães  

Há 31 anos o Colégio Roberto Carneiro faz diariamente uma escola viva e transformadora, reconhecida como referência em educação de qualidade em Divinópolis e região. A principal missão é a de auxiliar famílias na construção do projeto educacional de seus filhos. Para isso, conta com equipe extremamente preparada, espaços físicos confortáveis, muita tecnologia e projetos pedagógicos inovadores. Um desses projetos, dentre tantos outros, é o projeto “Cidadão do Mundo”.    

 Entenda  

Desde 2001, ano internacional do voluntariado, as sementes do projeto “Cidadão do Mundo”, do Colégio Roberto Carneiro, sob a coordenação do professor Rinaldo de Freitas Caetano, vêm germinando e a partir de 2005 num formato mais ampliado, através da formação dos Grupos de Trabalhos Voluntários (GTVs), que realizam ações de inclusão e cidadania que se transformam em formação humana, gestos de solidariedade e valorização da vida. 

Em 13 anos de realizações concederam uma história recheada de experiências bonitas e de sensibilidade, trazendo também o reconhecimento da Rede Pitágoras em 2006, com o Prêmio Nacional Gesto Eficaz e da Câmara de Divinópolis, numa Moção Congratulatória em 2014. 

 Cidadãos proativos 

 Após fase de preparação, alunos do 9º ano do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio assumem seus papéis como cidadãos proativos, escolhendo e atuando como voluntários em uma instituição social de Divinópolis e região ou nos grupos temáticos.  

Em 2018 são 20 grupos atuando em instituições parceiras, incluindo creches, abrigos de crianças, lares de idosos, casas de tratamento e recuperação de dependência, Câmara Municipal  (GTV Cidadania e Política), ONG Ambiental, Instituto Dom Quixote, arte/cultura, imprensa/mídias sociais e o GTV Solidariedade, que cuida das campanhas solidárias (doações mensais), em conjunto com unidade sidil. 

GTV 

A maioria dos grupos, trabalham nas quartas-feiras, de 14h às 16h, conforme previsto no Plano de Ação. GTV Servos da Cruz aos sábados, a GTV Bem-estar, em parceria com Instituto Dom Quixote, tem dias flexíveis e temas do cotidiano do jovem, como no primeiro encontro, “A aceitação de mim mesmo”; GTV Cidadania e Política tem sessões na Câmara às terças e quintas-feiras, acompanhando os projetos e emitindo suas observações, apoiando também as iniciativas comuns do Observatório Social Brasileiro de Divinópolis;  GTV Vida Sustentável, que apoia o projeto piloto da coleta seletiva, atuando em escolas públicas com Grupo de Trabalho do Fórum Municipal Lixo e Cidadania. 

 Bem-estar  

A GTV “Bem- estar” é composto por 12 alunos e visa trabalhar as relações interpessoais e alguns outros projetos como a reforma do Cmei Santa Luzia, no bairro Planalto. Trabalho desenvolvido juntamente como Instituto Dom Quixote, recentemente reformado, mas falta um pouco de cor e alegria no local que será a base da educação de muitas crianças. 

 Arrecadação   

E para conseguir o dinheiro, que é de fundamental importância para a compra do material que será usado para a reforma do Cmei, foi realizado um trabalho para arrecadação de livros com os alunos do Roberto Carneiro e vendidos na praça do Santuário. Ação que também visou conscientizar as pessoas quanto à importância da sociedade frente aos problemas da cidade.  

E para dar prosseguimento a ação será organizado um bazar de roupas neste sábado, 8, que irá ocorrer no próprio Cmei. Evento que será aberto ao público e contará com a presença de todos. 

 Integrantes  

Fazem parte da equipe os alunos: Lucas de Paula Martins, Maria Fernanda Mattos Sichieri, Laila Soares, Camila Machado, João Victor Ferreira Alexandre, Eduarda Nery de Faria, Flora Liz, Aryadne Lourenço Campbell, Giovana Santos Bueno, Ana Clara Alves, Fernanda Christine Caetano Romano e Livia Penoni.  

   Dom Quixote  

O Instituto Dom Quixote surgiu através de uma simples conversa entre irmãos, João Vitor e Ana Paula, Silva de Aquino, onde ficaria determinada a criação de uma iniciativa que realmente desse propósito a vida dos fundadores. E para quem quiser conhecer mais sobre o trabalho do Instituto, que tem duas equipes, sendo uma em Divinópolis, com 25 voluntários, e outra em Belo Horizonte com 40, basta acessar as redes sociais como Facebook e Instagram ou no site institutodomquixote.com.br.  

 

 

Comentários
×