Bloco ‘Haja Amor’ será novidade no Carnaval de Divinópolis

 

Jorge Guimarães

Como o brasileiro ama o carnaval, cada ano começa a surgir novos blocos país a fora, e o mesmo sentimento já contagiou Divinópolis. Há dois anos, a cidade vem resgatando essa festa tradicional que também teve seus momentos de glória há cerca de 30 anos e, que neste tempo ficou esquecida.

O bloco do “Haja Amor” é um deles, que vem para as ruas celebrar o amor, a vida, a paz, a união, tão carente no povo brasileiro.

Sem nenhum fim lucrativo e com uma proposta inspirada nos blocos de carnaval das grandes cidades, o “Haja Amor” se prepara para dar o melhor ao povo divinopolitano, onde crianças, jovens, adultos e idosos estão inseridos no contexto de que a alegria é a grande razão de nossa festa.

Musicalmente, o bloco se apresentará com grandes hits do axé, samba, rock e reggae, democratizando o repertório para todos os gostos.

Regência

Para a formação de uma bateria própria e com a cara do bloco, o grupo conta com a regência do maestro Di Souza do bloco belo horizontino “Então Brilha” para dar uma dinâmica maior a bateria, mescladas por profissionais de música em conjunto com pessoas convidadas que sequer sabiam conduzir instrumento algum e que mostra grandes evoluções e sinal de maturidade, ensaiando incansavelmente nos fins de semana.

“Esquenta”

O “esquenta” já vem ganhando força, trazendo uma energia positiva e muita euforia aos participantes e presentes nos ensaios. Em dezembro, os ensaios acontecerão todos os domingos, aberto ao público, com local e data a serem definidos posteriormente em nossas redes sociais. No próximo domingo, 26, tem ensaio, a partir das 15h, em local ainda a ser definido. Mas quem quiser participar basta entrar na página do bloco no facebook, que o local estará definido até amanhã.

— No primeiro ensaio tinha umas 30 pessoas na bateria, no segundo aumentou, no terceiro mais ainda e no quarto mais um pouco e me parece que fechou para o próximo ensaio com mais de 100 pessoas. Eu amo as tardes de domingo tocando meu surdo de 2°. Esqueço dos problemas e me desconecto do mundo — avalia a empresária Keila Fagundes.

Profissionais

A banda que estará no trio do “Haja Amor” só tem profissionais já consagrados dentro e fora de Minas Gerais. Assim, o público divinopolitano vai poder cantar e dançar ao som de “feras” como Renato Saldanha na guitarra e maestro, as vozes ficam por conta de Luiza Lara, Flávia Simão e Renato Valgas, Dhiego Pardini no baixo e Pedro Aristides, nos metais.

Carnaval é um momento do povo, uma tradição que Divinópolis tem que resgatar.

—Vem com a gente. E vá também em todos os outros blocos, tomara que sejam muitos. Porque o que queremos é que a nossa cidade se encha de blocos, de sorrisos, de abraços e de música. Todos juntos em um dia iluminado e que vença sempre o amor — define Keila.

 

 

Comentários
×