‘Augustus’ prende suspeitos de crime em Carmo do Cajuru

Rafael Camargos

Desencadeada na quinta-feira, 19, a operação "Augustus" da Polícia Civil em Carmo do Cajuru tinha o objetivo de prender os responsáveis pela morte de um homem de 59 anos naquela cidade. O propósito foi cumprido.

Depois de cinco meses de investigação, os policiais capturaram os quatro suspeitos. Antônio Carlos Caetano, de 59 anos; Fabrício Geraldo Cardoso, de 31; e Geovane da Silva Rosa, de 30, foram levados ao presídio Floramar, em Divinópolis.

Alexandre Oliveira de Souza, de 24 anos, ainda não está na prisão. Um adolescente de 17 anos está foragido. Ambos foram apresentados nesta sexta-feira, 20.

Quando o assalto ocorreu, em 25 de maio, a vítima e a esposa estavam em casa, na povoado de Ribeiros. Os bandidos chegaram em uma caminhonete, renderam os dois e colocaram ambos na carroceria. Os reféns conseguiram se soltar e pularam do veículo em movimento, mas o marido não resistiu aos ferimentos.

Cinco meses depois

De acordo com o delegado Wesley Amaral, os bandidos queriam o irmão da vítima.

— Os investigados tinham informações que partiu de um vizinho da vítima, e tinha contou que o irmão da vítima voltaria do Ceasa com uma quantidade alta de dinheiro. Eles queriam praticar o crime contra o irmão da vítima que passaria por aquele local no mesmo dia com a caminhonete da mesma cor — contou o delegado.

Ainda conforme as investigações, como a vítima passou pelo local do crime em uma caminhonete do mesmo modelo e cor, os bandidos a abordaram.

Prisões

Fabrício Geraldo Cardoso, de 31, e Geovane da Silva Rosa, de 30 anos, foram presos em Divinópolis. Antônio Carlos Caetano, de 59 anos, em Carmo do Cajuru e Alexandre Oliveira de Souza, de 24 anos, foi preso em Campinas, no interior de São Paulo, e ainda não foi trazido para Carmo do Cajuru.

Um adolescente de 17 anos também é procurado por participar do crime.

— O adolescente está com um mandado de internação decretado e com a vaga de internação garantida. No entanto, ele ainda não foi localizado. Continuamos com as diligências, até que ele seja encontrado e encaminhado para um centro socioeducativo — finalizou.

Ficha

Segundo a Polícia Civil, três dos quatro homens detidos possuem antecedentes criminais por tráfico de drogas e roubo e agora vão responder pelo crime de latrocínio tentado e consumado e tentativa de homicídio qualificada.

Comentários
×