‘Alma de Músico’ será lançado no próximo mês

Reta da campanha de financiamento coletivo para o projeto "Túlio Mourão 50 Anos de Carreira"

Jorge Guimarães

Túlio Mourão fechou parceria com a Gulliver Editora para o lançamento de um livro. “Alma de Músico” contará as histórias da carreira e vida do músico, e será escrito em formato de crônicas. Também dentro do projeto de comemoração dos 50 anos de carreira de Túlio Mourão, acontece a divulgação de um CD instrumental, prevista para o início de 2020.  E visando à concretização deste trabalho, foi lançado um financiamento coletivo pela internet.

Reta final

Quem não gosta de transações financeiras pela internet também pode participar. Basta ir à Boutique do Livro e escolher sua forma de participação/recompensa. A campanha para o projeto está na reta final e já com as primeiras sessões de gravações do CD “Alma de Músico”, que também integra o projeto, realizadas.

— Seguimos em nossa campanha de financiamento coletivo. O livro, com data prevista de lançamento para o próximo mês, já está no forno. Também já entramos em estúdio para a gravação do CD. A campanha funciona como uma pré-venda, mas, ao adquirir o livro, o CD, ingressos para os shows ou outras recompensas, se fortalece o projeto e garante efetivamente a sua realização em todas as etapas. Basta acessar o link pelo meu site www.tuliomourao.com.br, ou ir à Boutique do Livro e escolher sua recompensa — detalha o músico, maestro, instrumentista e compositor.

Livro

Intitulado “Alma de Músico” – o nome de uma música composta por Jairo Lara e Túlio Mourão, que marcou época quando gravada pelo grupo Ad’Canto, em seu LP no ano de 1982 – o livro traz histórias da trajetória do cantor.

— Histórias como o meu encontro, em Los Angeles, com o incrível vocalista Jon Anderson, do grupo de rock progressivo Yes, onde dividiu palco ninguém mais que Milton Nascimento. Outras tantas como eu e Bituca, apelido de Milton, quando de nossa passagem pelo Japão. E, em especial, o fato da minha apresentação, Milton e o coral Pequenos Rouxinóis de Divinópolis para a reinauguração da Igreja Matriz do Pilar, em Ouro Preto. Essas e muitas outras estão registradas no livro que conta minhas memórias — define Túlio Mourão.

Comentários
×